Resoluções de Ano Novo – Passado e Futuro

Um ano novo no Brasil só começa de fato após o carnaval. Janeiro chegou, foi-se e quase me deixei ludibriar por essa máxima terrível. O carnaval é apenas em Março! Já passou da hora de retomar as atividades aqui no Escriba Encapuzado.

Nesta primeira publicação de 2014, venho compartilhar com o leitor os altos e baixos do ano que ficou pra trás.

Um ano frenético

Em 2013, determinado a me profissionalizar, eu assumi seis resoluções audaciosas. Somente metade foi cumprida a contento. Ainda assim, o saldo foi mais positivo que o do ano anterior, principalmente pelas conquistas inesperadas – “quer fazer Deus rir? Conte a Ele seus planos”.

Antes vejamos o que foi ou não cumprido…

  • Estudar técnicas de estrutura literária

    Participei de duas oficinas de escrita. Com o Mestre Sérgio Fantini aprendi muito sobre a produção de contos em cerca de três meses de encontros no espaço Letras e Pontos em Belo Horizonte. Inscrevi-me também na Oficina de Criação Literária, ministrada na íntegra on-line pelo professor Marcelo Spalding.

    Cada oficina contribuiu de modo especial para meu desenvolvimento como escritor – Fantini é mais intuitivo, Spalding é mais técnico. Paralelamente, eu continuei seguindo as dicas de sites como Ficção em Tópicos e Writer’s Digest.

  • Fazer um curso sobre mercado editorial

    Tencionava inscrever-me no curso da escritora Thalita Rebouças – com mais de uma década de experiência, quem melhor para tratar do assunto? –, mas as oficinas e os projetos paralelos monopolizaram meu tempo.

    Resolução adiada, mas não esquecida – o curso da Thalita é imperdível, como se pode conferir pela grade de módulos (o link para acesso ao site do curso é informado no final deste artigo).

  • Acompanhar as narrativas digitais e o mercado de e-books

    Li matérias sempre que topava com elas, mas eu não me aprofundei nos temas tanto quanto gostaria.

  • Participar de eventos literários

    Mestre Fantini colocou-me a par de eventos culturais e literários locais. Estive presente em alguns lançamentos de escritores profissionais, de ouvidos e olhos sempre abertos para aprender um pouco com sua experiência. Também conheci novas livrarias-cafés. O auge, porém, foi minha participação no Fórum das Letras de Ouro Preto, onde pude conhecer e entrevistar Eduardo Spohr e outros colegas escritores.

  • Escrever um livro

    Ah, como eu gostaria de dizer que finalmente conclui meu primeiro livro. A verdade é que mal o toquei ao longo do ano. Cheguei até mesmo a esboçar um projeto literário, mas o cronograma foi para o espaço – eu contava com uma breve folga para dedicação exclusiva que, infelizmente, não se concretizou.

    Consegui trabalhar algumas poucas páginas e ideias conciliando a escrita com trabalho e outros projetos, mas não foi o bastante. Como um artista de circo que tenta quebrar o recorde de pratos equilibrados, deixei alguns caírem. Infelizmente, o livro foi um deles.

  • Buscar pareceres profissionais de textos autorais
    Com minha participação na oficina do Mestre Fantini eu obtive excelentes percepções sobre meu processo de escrita (não planejar tanto, deixar a coisa fluir, preocupar mais em escrever) e como trabalhar narrativas breves. Também treinei meu olhar crítico ao ler. Obtive bons retornos também do Spalding em sua oficina.
Fatores aleatórios

Muito aconteceu em 2013 que não foi inicialmente planejado. Abracei várias oportunidades que bateram à porta e, com certeza, isso resultou no descumprimento de algumas resoluções. Ainda assim, não me arrependo de nada, pois algumas de minhas decisões resultaram em algo positivo.

Foi no curso de Blogs e Redes Sociais da Uni-BH que conheci o jornalista e professor Wander Veroni, criador e editor do portal Café com Notícias, com quem firmei a parceria que rendeu 23 textos assinados por mim na coluna Café Literário. Infelizmente, este ano não darei mais as caras por lá por questões de agenda, mas esta foi uma experiência riquíssima.

Inscrevi-me em dois cursos online sobre narrativas de ficção que expandiram minha mente, mesmo eu não tendo interagido tanto com suas comunidades quanto gostaria. Dei início ainda a três projetos para o blog, dos quais dois estão em andamento – o terceiro, a mudança de visual, o leitor já pôde conferir.

“Senhoras e senhores, com vocês o incrível equilibrista da vida!”

 

Uma única resolução

Sim, o ano de 2013 foi positivo, mas ainda assim começo 2014 frustrado: continuo sendo um escritor que nunca concluiu um livro! E digo concluir no sentido próprio da palavra, isto é, tê-lo finalizado e pronto para encaminhar às editoras à espera de uma oportunidade de publicação – ou tentar a sorte em alguma plataforma de autopublicação digital.

Assim, ao contrário dos anos anteriores, faço aqui uma única resolução de ano novo: concluir meu primeiro livro custe o que custar. Nada mais me distrairá deste propósito. Não pretendo abandonar os leitores do blog, mas peço que não estranhem se ocorrer de eu me ausentar daqui algumas vezes. O foco agora é meu livro. E seja o que Deus quiser!

E vocês, amigos escritores, que metas traçaram para mais este novo ano?

“Lembre-se sempre: seu foco determina sua realidade. Ei, tô falando contigo, garoto!”

Para saber mais:

  1. Resoluções de 2013: publicação onde assumi minhas 6 resoluções para o ano de 2013.
  2. Resoluções Revistas – Balanço de 2012: publicação onde revejo as resoluções que foram ou não cumpridas.
  3. Resoluções de Escritor: publicação de 2012 onde discorro sobre o valor de assumir resoluções publicamente.
  4. Meus textos no Café Literário: índice dos 23 textos que publiquei na coluna de literatura do portal Café com Notícias entre Maio e Novembro de 2013.
  5. Metas para escritores em 2014 – pequeno manual de uso: artigo do escritor parceiro Alexandre Lobão sobre o processo de criar metas, essencial para que estas sejam efetivamente atingidas.
  6. Letras e Ponto: site oficial do espaço onde o escritor mineiro Sérgio Fantini ministra sua oficina de contos.
  7. Oficina de Escrita Criativa com Ênfase em Criação Literária: site oficial do curso online ministrado pelo escritor Marcelo Spalding.
  8. Blogs e redes sociais: jornalismo online empreendedor: site oficial do curso de extensão do professor Wander Veroni.
  9. Writer’s Digest: disponibiliza dicas, livros, arquivos digitais, propostas de escrita, e um vasto acervo de recursos para escritores (em inglês).
  10. Mercado editorial para escritores iniciantes: os bastidores de tudo o que você precisa saber para publicar e divulgar o seu livro. Curso ministrado on-line pela escritora Thalita Rebouças.
  11. Vector Open Stock: fonte da foto “2013-2014”.
Opiniões recentes

Comente à vontade!

%d blogueiros gostam disto:
%d blogueiros gostam disto: