Oscar 2014, livros mais vendidos e bibliotecas fantásticas

Estas são as Notas Literárias, sua dose semanal de literatura. Originalmente publicadas na coluna Café Literário, do portal Café com Notícias, elas agora marcam presença no Escriba Encapuzado. Toda quinta-feira o leitor confere por aqui um universo de novidades, curiosidades e inspiração. Caso queira sugerir pautas para este espaço, basta entrar em contato.

Salve amigo leitor, salve amigo aprendiz. Esta semana as Notas Literárias apresentam dois livros sobre preconceito para crianças, os 10 livros mais vendidos dos últimos 50 anos, livros adaptados para o cinema, um inspirador texto do autor Eric Novello, e mais. Confira.

Preconceito para crianças
O Caso dos Brinquedos Trocados e o Fusquinha Cor-de-Rosa

Eis dois livros infantis que abordam de forma criativa a questão do preconceito de gênero ou sexismo. Em O Caso dos Brinquedos Trocados (Castelo, 2009), de Leila Pereira, duas meninas e dois meninos recebem presentes trocados no Natal graças à trapalhada de um dos ajudantes de Papai Noel. Quando meninos ganham livros e meninas bolas de futebol, o que pode acontecer?

Já em O fusquinha cor-de-rosa (Paulinas, 2013), de Caio Riter, um brinquedo especial tem de lidar com um dilema existencial, afinal, fusquinha é coisa de menino, mas rosa é coisa de menina. Excelente dica da Cláudia De Villar, colunista no Homoliteratus.

Das páginas às telas

Oscar 2014: indicados a Melhor FilmeVocê sabia que quatro dos nove indicados ao prêmio de Melhor Filme do Oscar 2014 tiveram seu roteiro adaptados de livros? São eles: 12 anos de escravidão (Seoman, 2014), Philomena (Verus, 2013), Dever de Capitão (Intrínseca, 2013) – este inspirou o filme Capitão Philips, com Tom Hanks –, e O Lobo de Wall Street (Planeta, 2014), que já teve lançada sua continuação intitulada A Caçada ao Lobo de Wall Street (Planeta, 2014).

Alguns vencedores do prêmio máximo da Academia que também se originaram das páginas foram E o vento levou (1939), O Poderoso Chefão (1973), Um estranho no ninho (1975); O Silêncio dos Inocentes (1991), Uma mente brilhante (2001) e Onde os fracos não tem vez (2007).

Em outras categorias, os destaques deste ano são O Grande Gatsby (Melhor Figurino; Melhor Design de Produção), A Menina que Roubava Livros (Melhor Trilha Sonora Original) e, é claro, O Hobbit – A Desolação de Smaug (Melhor Edição de Som).

Os mais vendidos
Bíblia e Alcorão

Afinal, qual é o mais vendido?

Reunindo dados de vendas dos últimos 50 anos, o escritor inglês James Chapman elaborou, em 2009, uma lista dos 10 livros mais vendidos. No topo e inabalável está a Bíblia, seguida de perto por O Livro Vermelho, que reúne citações do renomado chinês Mao Tse Tung. Na 3ª posição está a série do bruxo Harry Potter, passando uma rasteira cruel no 4º colocado, o clássico O Senhor dos Anéis.

O quinto mais vendido é de um brasileiro. Adivinha quem? O Alquimista ficou logo a frente de O Código Da Vinci, este seguido pela “saga” Crepúsculo (sério?!). As 8ª, 9ª e 10ª posições foram para E o vento levou, a autoajuda Quem pensa enriquece e O Diário de Anne Frank.

A lista é polêmica, já que deixa de fora o Alcorão, o Bhagavad Gita (livro religioso hindu), o Manifesto Comunista de Karl Marx e Friedrich Engels, Um Conto de Duas Cidades de Charles Dickens, O Pequeno Príncipe de Antoine de Saint-Exupéry e outros clássicos. Até o fechamento destas Notas, eu não encontrei nenhuma lista (baseada em números de venda) mais atual que a de Chapman – se o leitor souber, favor compartilhar nos comentários.

Território de incertezas
Kate Winslet em "O Leitor"

Kate não parece estar gostando da leitura.

Em um texto interessantíssimo, Eric Novello revela um pouco de seu processo criativo e trata da relação incerta entre autor e leitores-beta, aqueles poucos privilegiados que têm acesso ao conteúdo de um trabalho antes deste ser publicado.

Com uma década de experiência, Novello tem em seu currículo participações em antologias, revistas e jornais, e quatro romances, entre eles Neon Azul (Draco, 2010) e A Sombra no Sol (Draco, 2012) – o quinto chega este ano sob o título Amores, exorcismo e uma dose de Blues.

Paraísos dos Livros

Qual foi a última vez que você foi a uma biblioteca? E a uma livraria, um sebo? Em tempos de conexões instantâneas a serviços e produtos virtuais, a necessidade de se frequentar esses espaços é cada vez menor. Pra quê bater perna pelo centro da cidade à procura daquele livro tão desejado quando este pode ser encontrado em Domínio Público, encomendado em uma livraria online ou nos sebos da Estante Virtual?

Biblioteca do Mosteiro de Admont (Áustria)

Sem dúvida, esta é uma das bibliotecas mais lindas do mundo.

É indiscutível que a tecnologia tem seu valor na promoção da leitura. Ainda assim, ela nunca provocará o mesmo fascínio de adentrar verdadeiros templos da leitura como essas 9 bibliotecas fantásticas situadas em diversas partes do mundo. E nenhuma loja virtual jamais será capaz de superar livrarias charmosas como as listadas Maria Cecillia, editora do blog Hoje eu tô virada!

Estão vivos!
Terry Border - Dracula

Iniciativas que buscam dar vida nova a objetos abandonados por aí são bem comuns, mas o fotógrafo americano Terry Border foi um pouquinho literal demais. Utilizando edições de livros clássicos surrados, alguns arames e muita criatividade, Border fez uma declaração de amor em forma de arte.

Confiram 15 fotos de livros que transmitem perfeitamente seus aspectos mais importantes. Destaque para O Bebê de Rosemary, Drácula, 1984 e O Senhor dos Anéis – senti falta de Frankenstein; seria bem apropriado.

Príncipe em aquarela

Foram expostas na The Morgan Library, em Nova York, as artes originais do clássico infantil O Pequeno Príncipe, pintadas pelo próprio autor, Antoine de Saint-Exupéry. Intitulada The Little Prince: A New York Story, a exposição, que inclui os manuscritos adquiridos pela biblioteca em 1968, explora o processo criativo por trás da obra, cujo teor original é duas vezes maior que o livro publicado. Os trabalhos de Saint-Exupéry podem ser conferidos até 27 de abril.

Em tempo: as aquarelas originais foram reunidas numa edição especial de 70 anos publicada em abril de 2013 (e sem previsão de lançamento no Brasil).

Aquelas de O Pequeno Príncipe

Rapidinhas
  • Um bom motivo para ler…

    Eis um vídeo muito bonito sobre um idoso analfabeto que decide aprender a ler por um bom motivo. O vídeo está em inglês sem legendas, mas é facilmente compreensível. Tudo bem que é uma peça de propaganda, mas isso não desmerece a bela mensagem. Não quero estragar a surpresa, então vão lá e vejam.

  • Sugestões de Leitura

    Danilo Venticinque, colunista da Revista Época, convidou 12 autores para indicar 10 livros que marcaram suas vidas. Na lista há representantes de todos os gêneros literários. Está a procura de novas leituras? Pois dê uma conferida.

  • Lovecrat na Revista Bang!

    Confira a participação do pai dos Mitos de Chtulhu na tradução do conto “The Festival”.

  • Tio Martin em 2015…

    George R.R. Martin, autor d’As Crônicas de Gelo e Fogo, foi confirmado pela Editora Leya na Bienal do Livro do Rio de 2015.

  • … e Cassandra Clare este ano!

    Foi confirmada a presença da escritora Cassandra Clare na Bienal de São Paulo, que acontece entre 21 a 31 de agosto. A norte-americana é a autora da série Os Instrumentos Mortais, mas ficou famosa bem antes por publicar na Internet fanfics (ficções de fãs) de Harry Potter.

Comente à vontade!

%d blogueiros gostam disto:
%d blogueiros gostam disto: