Mundos da literatura de fantasia que você deveria conhecer

Como o próprio nome entrega, a série “Lista 5” traz textos que enumeraram cinco recomendações minhas, não apenas de livros, mas também de filmes, jogos e o que mais me der na telha. As listas serão construídas, principalmente, segundo critérios pessoais, logo não são absolutas.

Num artigo do site Homoliteratus, o colunista Victor Hugo enumerou 5 lugares da literatura de fantasia que todo leitor deveria conhecer. Gostei e decidi montar uma lista com outros lugares fantásticos. Ao contrário do Victor, porém, preferi ser mais abrangente e não escolher localidades específicas.

Assim, eis 5 mundos fantásticos que eu adoraria conhecer… e que o leitor também deveria.

5 – Kurgala

Adapak, Telalec e outros seres de Kurgala, mundo do Espadachim de Carvão.

A complexidade e a riqueza cultural dos seres que habitam Kurgala são fascinantes – aqui não há elfos, anões, dragões, mas sim seres monstruosos que parecem saídos das histórias de H. P. Lovecraft.

É um mundo de baixa tecnologia, ausência de magia (tradicional) e brutalidade extrema – é quase como a Era Hiboriana de Conan. Mas a grande sacada de Kurgala é que tudo ali pode ser uma criação de seres alienígenas para conduzir experimentos científicos!

4 – Grécia Mitológica

Aquiles contra Heitor, Cavalo de Tróia, Odisseu contras as sereias e contra Cila.

Foi graças às obras clássicas de Homero (ainda em versão infantil) que me tornei aficionado por literatura fantástica – pouco importa que não sejam classificadas assim.

A Ilíada me fascinou pelas inúmeras divindades gregas e suas relações com seus “leais” súditos mortais. N’A Odisséia acompanhei a verdadeira jornada de um herói. Sim, como eu gostaria de cruzar espadas ao lado de Heitor pela supremacia de Tróia e navegar com Odisseu (nunca gostei do nome Ulisses) pelas águas traiçoeiras de Poseidon.

3 – Lodoss

Rei Fahn, Rei Kashue e Ashram, dragão Shooting Star e feiticeira Karla - Ícones de Lodoss

Amaldiçoada por uma deusa, repleta de ruínas de um império de feiticeiros, constantemente invadida pelo exército de um guerreiro consumido por uma ambição demoníaca. Esta é a ilha de Lodoss, um mundo de fantasia bem feijão com arroz, mas ainda assim cativante.

Ah, como seria bom servir na nobre cavalaria do Rei Fahn de Valis ou lutar ao lado de Kashue, o Rei Mercenário. Penetrar os covis sombrios e flamejantes dos dragões-rei Narse e Shooting Star. Frustrar as ambições de Karla, a mais poderosa feiticeira do mundo. Quiçá desafiar Ashram, o Cavaleiro Sombrio, líder dos exércitos da ilha rival, Marmo?

2 – Krynn

Raistlin, Takhisis contra Fizban, Draconianos, Cosplay da Kitiara - Dragonlance

Criado como um cenário de campanha de RPG, Krynn se tornou algo mais com os romances publicados. O que torna este mundo tão fascinante são sua história e cultura ricas, onde tudo está relacionado de algum modo aos dragões.

Que desafiador lutar na Guerra da Lança, quando Takhisis, a Deusa das Trevas e Rainha dos Dragões, tentou subjugar o mundo. Mas quer saber o que me faz mesmo amar Krynn? Kitiara e Raistlin – ah, mencionei que uma das formas de Takhisis é um dragão de cinco cabeças?

Em tempo: no Brasil, a Devir Editora já lançou a trilogia Crônicas de Dragonlance e Tempo dos Gêmeos. Uma pena que a tradução seja péssima. Recomendo a leitura dos originais em inglês ou das edições lançadas em Portugal.

1 – Forgotten Realms – Reinos Esquecidos

 Silverymoon, Elminster, Drizzt e Guenwyvar, Cormyr - Forgotten Realms

Também criado como um cenário de RPG, Os Reinos Esquecidos contam com mais de uma centena de romances publicados. É provável que este seja o maior e mais complexo mundo de fantasia do mundo, formado por tantos continentes quanto a Terra e com uma linha do tempo tão vasta quanto.

Há tanto o que conhecer aqui, especialmente em Faerûn (o equivalente da nossa Eurásia), que é impossível listar tudo. Mas, sem dúvida, entre meus locais favoritos figuram a Waterdeep, Cidade dos Esplendores; Cormyr, o Reino das Florestas; a Terra dos Vales, lar do poderoso mago Elminster; e o Vale do Vento Gélido, lar de Drizzt Do’Urden, um elfo negro exilado – e, simplesmente, um dos personagens mais incríveis da literatura de fantasia.

Em tempo: no Brasil, a Devir Editora lançou a trilogia O Vale do Vento Gélido, a qual figura entre os primeiros romances ambientados nos Reinos Esquecidos. Felizmente, desta vez eles acertaram a mão na tradução dos livros.

Compre na Amazon

Para saber mais:

  1. 5 lugares da literatura de fantasia: eis o artigo no Homoliteratus que me inspirou a escrever este texto. Recomendo demais. Eu também visitaria todos os mundos listados pelo Victor.
  2. Forgotten Realms – The Library: site (em inglês) que lista todos os romances já publicados ambientados no Reinos Esquecidos – atualizado até 2012. Imperdível para fãs.
  3. Forgotten Realms Official: site oficial dos Reinos Esquecidos na editora Wizards of the Coast (em inglês).
  4. Os últimos dias de glória: site de um grupo de RPG de Salvador que reúne fanfics e muitas informações sobre os Reinos Esquecidos; está bem desatualizado, mas ainda assim vale a pena conhecer.
  5. Dragonlance Nexus: site oficial repleto de informações sobre Krynn (em inglês).
  6. Cosplay da Kitiara: confira mais fotos da incrível cosplayer Tabitha Lyons.
  7. Theoi Greek Mythology: site com mais de 1.500 páginas repletas de informações sobre a mitologia Grega (em inglês).
  8. O Espadachim de Carvão: site oficial do primeiro livro de Afonso Solano, criador do mundo de Kurgala.
  9. Eyuu Kishi Den – Record of Lodoss War: um site de fã repleto de informações sobre os romances, o anime, os jogos de RPG e tudo mais relacionado ao cativante mundo de Lodoss.
Opiniões recentes
  1. Thiago G.

Comente à vontade!

%d blogueiros gostam disto:
%d blogueiros gostam disto: