7 coisas que aprendi – por Luís Giffoni

Em uma iniciativa conjunta* entre os blogs Escriba Encapuzado e Vida de Escritor, T.K. Pereira e Alexandre Lobão convidam escritores para compartilharem suas experiências com os colegas de profissão, destacando sete coisas que aprenderam até hoje. Não interessa se você é iniciante ou veterano, se escreve poesias, contos, romances ou biografias, envie sua contribuição para esta série de artigos!

Neste post, com a palavra, o escritor mineiro Luís Giffoni, autor de mais de 20 livros e vencedor do Prêmio Nacional de Contos Cidade de Belo Horizonte (1995), do Prêmio Nacional de Romance Cidade de Belo Horizonte (1994), do Prêmio Jabuti de Romance (2002), entre outros.

  1.  Leia muito.

  2.  Leia mais.

  3.  Escreva muito.

  4.  Reescreva mais.

  5.  Seja você mesmo.

  6.  Não se apegue a modismo.

  7.  A literatura pode, sim, mudar o mundo.

Sobre o autor

Escritor Luís GiffoniLuís Giffoni reside em Belo Horizonte. Tem 21 livros publicados, dentre eles: O Fascínio do Nada, O Pastor das Sombras, Infinito em Pó, O Poeta e o Quasar, Riscos da Eternidade, A Verdade tem Olhos Verdes, Adágio para o Silêncio, A Árvore dos Ossos, Tinta de Sangue, A Jaula Inquieta e outros. Recebeu várias premiações e indicações, como da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), Prêmio Minas de Cultura – Prêmio Henriqueta Lisboa, Prêmio Nacional de Romance e Prêmio Nacional de Contos Cidade de Belo Horizonte, Prêmio Jabuti de Romance. Suas obras ganharam estudos, traduções e adaptações nos Estados Unidos, Inglaterra, México, Argentina, Portugal, Alemanha e Brasil. Atualmente escreve crônicas regulares para a Revista Veja BH.

Site Oficial: Editora Pulsar

Facebook: Perfil

Coletivo 21: Perfil  |  Textos

Veja a opinião de outros autores aqui e no Vida de Escritor!

eBook 7 coisas que aprendiGostou das 7 dicas do Luís? Quer aprender mais com a experiência de outros 58 escritores? Baixe agora o eBook gratuito da série 7 coisas que aprendi.

* Projeto inspirado pela coluna “7 Things I’ve Learned So Far”, da revista Writer’s Digest.


Opiniões
  1. chris ritchie

Comente à vontade!

Ou opine pelo Facebook:

Seguir

Inscreva-se e receba notificações de novos artigos por email.

Junte-se a outros seguidores.

%d blogueiros gostam disto: