7 coisas que aprendi – por Danielle Ronald de Carvalho

Em uma iniciativa conjunta* entre os blogs Escriba Encapuzado e Vida de Escritor, T.K. Pereira e Alexandre Lobão convidam escritores para compartilharem suas experiências com os colegas de profissão, destacando sete coisas que aprenderam até hoje. Não interessa se você é iniciante ou veterano, se escreve poesias, contos, romances ou biografias, envie sua contribuição para esta série de artigos!

Neste post, com a palavra, a poetisa Danielle Ronald de Carvalho.

  1.  A leitura é diretamente proporcional à escrita e inversamente proporcional ao vocabulário.

    Ler é fundamental, pois lendo é que se conhece o processo criativo de outros escritores, a estrutura poética destes, agregamos vocabulário e enriquecemos o conhecimento sobre determinado assunto.

  2.  É preciso jogar com o referencial e para isso só experimentando.

    Como já dizia o sociólogo Francês Émile Durkheim:

    É preciso sentir a necessidade da experiência, da observação, ou seja, a necessidade de sair de nós próprios para acender à escola das coisas, se as queremos conhecer e compreender”.

    A necessidade da observação é de fundamental importância para o escritor, pois esta ajuda no processo de criação. Normalmente um escritor tende a ter um instinto natural à observação e assim surgem ideias para personagens, temas e assuntos a serem abordados em um texto.

  3.  O questionamento parte da observação e a reflexão vem como consequência.

    A observação do objeto, seja ele uma pessoa do cotidiano ou um personagem de um livro, leva a um questionamento e este a uma reflexão. Ter o hábito de questionar a vida ou mesmo de ser o seu próprio objeto de observação leva a ideias e conclusões que podem enriquecer o texto.

  4.  Mudar de ambiente pode ajudar no processo criativo.

    O ambiente pode interferir na inspiração. Colocar-se em situações específicas, para entender um assunto que você pretenda abordar, é importante, ou mesmo mudar de ambiente, no intuito de se proporcionar novas experiências como observador.

  5.  Criar um organograma do tema que você quer abordar, como também andar com um caderno de inspirações.

    A organização é fundamental para que as ideias entrem em consenso. Ter o hábito de anotar todos os tópicos que deseja abordar no texto – como palavras-chave, no caso da poesia rimas e metáforas – ajuda a não se perder ao longo do processo. Ter um caderno de inspirações que caminhe com você aonde quer que você vá, ajuda o escritor a não esquecer as ideias que irão surgindo no seu cotidiano.

  6.  Se você escreve, logo não fugirá da gramática.

    Ter noções da língua que você escreve sempre será fundamental para dar coerência ou ênfase a um texto. Ter intimidade com a língua é fundamental! Pega mal transparecer que não sabe. Consultar a gramática e os dicionários (principalmente o de sinônimos) é importante. No caso da poesia, para desenvolver um ritmo é fundamental ter um bom ouvido. Entender um pouco de aliterações é imprescindível, não se esquecendo também da rima e da métrica.

  7.  Outras ferramentas além da leitura ajudam no processo de criação.

    Quanto maior o número de ferramentas, melhor! Não discrimine filmes, exposições, peças de teatro e outras manifestações que possam ser muito úteis no surgimento de novas ideias. Quanto mais conhecimento agregar, melhor será a sua abordagem textual.

Sobre a autora

Danielle Ronald de CarvalhoDanielle Ronald de Carvalho é poeta, bisneta do então poeta modernista Ronald de Carvalho e neta do contista, cronista e romancista Helio Pólvora. Começou a escrever seus poemas ainda criança, incentivada por seu avô, Arthur Augusto Accioly de Carvalho. Com uma veia mais simbolista e existencialista, ela segue escrevendo o seu primeiro livro. Estuda na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) onde cursa Biomedicina e atuou como pesquisadora nas áreas de Biologia celular e Morfologia; também trabalha como Designer e Modelo.

Blog Oficial: Poética Existencial

Facebook: Perfil

Twitter: @DanielleRCarv

Google+: Perfil

E-mail: danielleronald@hotmail.com

Veja a opinião de outros autores aqui e no Vida de Escritor!

eBook 7 coisas que aprendiGostou das 7 dicas da Danielle? Quer aprender mais com a experiência de outros 58 escritores? Baixe agora o eBook gratuito da série 7 coisas que aprendi.

* Projeto inspirado pela coluna “7 Things I’ve Learned So Far”, da revista Writer’s Digest.


Opiniões recentes
  1. Rosângela Rodrigues

Comente à vontade!

Ou opine pelo Facebook:

Seguir

Inscreva-se e receba notificações de novos artigos por email.

Junte-se a outros seguidores.

%d blogueiros gostam disto: