30 Dias de Construção de Mundo – Fantasia, Terror, Ficção Científica

WorldbuildingDecidi escrever um livro. De fantasia. Não posso (nem quero) dizer muito sobre ele, mas posso falar sobre COMO estou escrevendo. Este site é todo sobre processos, afinal, certo? Tive uma ideia e a estou desenvolvendo, mas quero focar no que interessa, a minha preocupação mais recorrente: como construir um mundo fantástico?

Hoje inicio uma série de 30 artigos sobre o assunto. Eu não escrevi essas dicas, mas elas me ajudaram bastante e talvez sejam úteis pra você também. Esse tutorial foi escrito para participantes do NaNoWriMo – é, o tal desafio de escrever um livro em 30 dias do qual que o chefe se gaba por aí de ter vencido.

O tutorial é de 2007, mas tem muita coisa prática, interessante, e inspirada por livros em inglês utilizados pela autora como referência. Para manter o espírito da coisa, a partir de hoje até o fim do mês, todos os dias, um novo tópico e um exercício sobre construção de mundo será publicado aqui no Escriba.

Pra você que está aí torcendo o nariz, me deixa jogar logo a real: a ideia não é ser hiper-realista, mas ter um mundo coerente o bastante para se contar uma história. Ninguém quer bancar o Tolkien aqui, certo? Ah, quem estiver a fim de compartilhar o resultado dos exercícios nos comentários ou discutir sobre o assunto é só maltratar o teclado aí, beleza? Beleza. Então vamos começar de uma vez!

Quer mais dicas? Vá ao perfil WattPad do T. K. Pereira e procure por um livrinho chamado Guia do Construtor de Mundos. Recomendo dar uma conferida, já que os textos de lá complementam os deste tutorial – sim, foram escritos pela mesma autora. Segue o chefe por lá pra ficar por dentro.

30 Dias de Construção de Mundo, por Stephanie Cottrell Bryant

Em Outubro de 2004 eu publiquei 30 dias de exercícios de construção de mundo nos fóruns de discussão do NaNoWriMo. Trata-se de exercícios curtos de 15 minutos que podem te ajudar a tomar decisões cruciais sobre seu mundo, e quanto a respeito dele você quer revelar com sua história. Esses exercícios foram editados para uso geral e republicados nesta série.

Relógio de ParedeMuitas vezes as pessoas querem escrever um romance e pensam “eu quero escrever fantasia, mas há tanta construção de mundo envolvida– ainda não escrevi nada!” Como todos os que se inscrevem no NaNoWriMo ou em qualquer outro desafio de escrita logo aprende, quem está falando, na verdade, é o editor interno; esta é outra maneira de dizer “eu não consigo.”

Então, separe 7 horas e meia este mês – 15 minutos por dia – para construir um mundo. Ele não será perfeito nem definitivo. Por que seria? Você sequer chegou a escrever a história, não testou os limites dela. Ao menos você terá um ponto de partida, algo com o que se sentir confortável ao começar.

A propósito, você precisará consultar tudo isso de algum jeito. Um caderno é conveniente, mas você pode utilizar um computador, um blog, enfim. Durante a proposição dos exercícios, irei me referir a um caderno, mas entenda apenas como “aquele lugar onde você guarda as notas do seu romance”.

Dia 1: Clima e Variedade

Quantos livros ou histórias você já leu que se passam no “planeta gelado” ou no “planeta desértico”? Coisas assim não existem. Humanos são bastante adaptáveis – se há uma região do mundo na qual não vivam, eles farão todo o possível para descobrir como conseguir viver por lá. Hoje há pessoas vivendo tanto em plataformas sobre o oceano quanto em habitats abaixo dele. Região mais disputada do mundo, o Oriente Médio fica no meio de um deserto.

Mundos de Gelo e FogoLivros e histórias tentam limitar o clima a um tipo ou outro apenas porque o autor quis sugerir uma ambientação ou um tema ao apresentar a história em um cenário que, de alguma forma, se relaciona àquela ambientação. Quem não responde emocionalmente a um ermo congelado ou a um campo verdejante e exuberante?

Exercício de Hoje:

Pegue um mapa ou acesse um site internacional como o National Geographic. Vasculhe tudo: Antártica, Arábia Saudita, as florestas tropicais do Brasil, as florestas tropicais da Califórnia Central. Veja como os diferentes climas se distribuem e comportam.

O primeiro exercício de 15 minutos é anotar todos os climas diversos que você puder imaginar – se precisar apenas anotar o nome de uma cidade, faça-o. Às vezes “Seattle” é mais evocativo do que “clima temperado úmido do norte”. Monte uma lista com esses nomes.

Depois, percorra a lista e anote uma ou duas palavras que descrevam as sensações provocadas por aquele clima, pela própria palavra ou pelo local, caso você já tenha estado lá. Tente se ater aos adjetivos abstratos e às palavras emocionais, mas substantivos também estão liberados.

Escreva a lista em seu caderno. Amanhã você precisará mesmo dela, então a mantenha por perto e acessível.

Link Recomendado: Mapas de Conservação

Amanhã tem mais exercício! Quer compartilhar o seu? Use os comentários. 😉
Direitos

Os exercícios de construção de mundo estão sob uma licença Creative Commons que permite tradução, distribuição para grupos de escrita, venda (com permissão), reimpressão (para uso não comercial) ou cópia exata, todos com os devidos créditos à autora do texto original, Stephanie Cottrell Bryant.

Esta tradução NÃO pode ser distribuída de forma alguma senão em trechos curtos dos textos (até 100 palavras), desde que seja visivelmente dado crédito ao tradutor (Diogo Ruan Orta) e desde que haja um link direcionando para o site Escriba Encapuzado.

Favor respeitar o trabalho árduo de tradução do amigo Diogo.

Para saber mais:

  1. Calendário do Escritor: que tal baixar um calendário (de graça) para acompanhar a construção do seu mundo fantástico? Lá no Ficção em Tópicos tem um massa!
  2. 10 dicas para escritores por J.R.R. Tolkien: já que falamos do homem, que tal conferir alguns conselhos do mestre da fantasia?
  3. Como Escrever com Sucesso: em 10 minutos, por Stephen King – Parte 1: onde o escritor revela como descobriu sua verdadeira vocação.
  4. 8 dicas para ser um escritor mais feliz: uma listinha de atitudes positivas para escritores em crise.

Especial NaNoWriMo:

  1. 30 dias para escrever um livro – saiba mais sobre o evento no primeiro artigo da série sobre o evento.
  2. As críticas e o valor do desafio – saiba porque o evento é visto com desconfiança por escritores e demais profissionais do mercado editorial.
  3. Como escrevi um livro em 30 dias – onde detalho minha participação no evento em 2012.
  4. Diário de escrita – onde falo sobre valor de se manter um diário e compartilho o meu próprio.
  5. Guia de sobrevivência – dicas para aqueles que ousarem aceitar o desafio!
  6. National Novel Writing Month: página oficial do evento (em inglês).
Opiniões recentes
  1. Flavio Gomes Dos Santos

Comente à vontade!

%d blogueiros gostam disto:
%d blogueiros gostam disto: