2 Mil Toques - Arquivo

7 coisas que aprendi – por Cassionei Niches Petry

"Aprendi só agora, depois do terceiro livro, a não me desesperar, não escrever mais “textão” no Facebook lamentando o público escasso do lançamento do livro, não me iludir com parabéns e “likes” que não resultam em compra da obra. Escrevo e pronto." Hoje a palavra é do escritor publicado Cassionei Niches Petry. Confira já!

7 coisas que aprendi – por Paulino Júnior

"Considero importante que o escritor eleja um único tema para perseguir e se confrontar. Com tantos temas intrigantes, instigantes e fascinantes, o desafio começa aí." Hoje a palavra é de Paulino Júnior, autor de "Todo maldito santo dia", eleito pela Academia Catarinense de Letras como ‘Melhor livro de contos publicado em 2014’. Confira!

7 coisas que aprendi – por Luisa Geisler

"Muitas pessoas que falam comigo se comparam com o fato de que escrevi e publiquei um livro antes dos 20 anos de idade. A questão da idade é só uma causa de ansiedade na sua cabeça." Com a palavra, a escritora Luisa Geisler, duas vezes vencedora do Prêmio Sesc de Literatura. Confira!

7 coisas que aprendi – por Matheus Arcaro

"A literatura me ensina constantemente que não existe um manual ou um receituário para viver. Me ensina que, muito mais do que uma corrida de cem metros, a vida é uma dança." Com a palavra, Matheus Arcaro, professor, artista plástico e escritor publicado.

7 coisas que aprendi – por Kátia Gerlach

"Minha mão direita é capaz de amassar uma bola de papel e atirá-la violentamente na lixeira." Kátia Gerlach é autora de "Jogos (Ben)ditos e Folias (Mal)ditas", "Colisões BESTIAIS (Particula)res", "Forasteiros" e "Forrageiras de Jade". Tá esperando o quê? Clica aí! E caso você deseje compartilhar sua experiência como escritor, entre em contato conosco.

7 coisas que aprendi – por Alexandre Brandão

"Não fique ansioso, se não foi possível escrever hoje, será possível amanhã — aliás, não é procrastinação (mas sabedoria) adiar a escrita por conta da leitura." Alexandre Brandão, autor de livros de crônicas e de contos e vencedor do “Bolsa do Autor”, da Funarte, em 2000. Tá esperando o quê pra conferir as dicas dele?

Mais sobre meu processo criativo

Ontem fez um ano que fui convidado a participar do 2 mil toques, projeto do amigo escritor André Timm. Tudo o que eu disse ali ainda é verdade, mas achei que valia a pena dar uma incrementada. Clique para conferir mais aspectos do meu processo criativo.

Processo Criativo em 2 Mil Toques

Um post curtinho para anunciar minha participação no 2 mil toques, projeto muito bacana do escritor André Timm. Quer descobrir como este Escriba Encapuzado trabalha no dia a dia? Então clica aí logo!

7 coisas que aprendi – por Roberto Denser

"O ofício do escritor me ensinou a ouvir melhor. Não apenas as pessoas, mas também o texto, a sonoridade das palavras, o ritmo narrativo. Muitos escritores ignoram o próprio ouvido no processo de escrita." Autor de "A Orquestra dos Corações Solitários", Roberto Denser compartilha hoje sua experiência. Confira já!

7 coisas que aprendi – por Chris Ritchie

"Um dos conselhos mais antigos do mundo vale a pena ser repetido: 'conhece a ti mesmo'. Saiba quem você é no mundo, o que quer dizer/contar e para quem." Chris Ritchie já escreveu sobre seu processo criativo na série 2 Mil Toques e hoje ela compartilha um pouco de sua experiência como escritora.
Seguir

Inscreva-se e receba notificações de novos artigos por email.

Junte-se a outros seguidores.